Parashá Vayerá

(E apareceu)

"Parashá" – (Estudo Semanal) – "Vayerá" (E apareceu) – Gen. 18.1 – 22.24

Haftará – 2 Reis 4.1 – 37

Nova Aliança – 2 Pe 2.4 – 10 e Heb. 6.13 -20

 

No comentário de hoje iniciaremos com a simbologia, muito importante, que achamos no capitulo 18, versículo 21. D...s assume a decisão de eliminar Sodoma e Gomorra, por causa dos atos dos habitantes dessas cidades, e o versículo diz assim – "descerei agora e verei se os seus atos condizem com o clamor que chegou a mim"...

 

Um versículo, à primeira vista um pouco estranho – Ha Shem, sendo onisciente, sabe perfeitamente o que está acontecendo em Sodoma e Gomorra, Ele não precisa "descer para ver os seus atos...".

 

Qual é a mensagem? – muito simples.

 

Se até Ha Shem, antes de realizar um julgamento e dar a sentença, vai "descer para ver" – quanto mais nós, seres humanos, devemos reconhecer que, antes de assumir uma posição determinada ou reagir de um jeito negativo às pressas, a aquilo QUE "OUVIMOS DIZER", devemos "descer para ver", ou seja, ir e verificar REALMENTE se o que chegou aos nossos ouvidos é realmente a verdade, se isso que nos disseram está acontecendo mesmo...

 

Evitando assim considerar sobre alguém um juízo apressado e, provavelmente, errado...

 

Um versículo apenas, mas quanto significado, e muito importante, em poucas palavras...

 

O capitulo 22 nos leva ao momento em que Abraão aceita a terrível ordem de Ha Shem e leva o seu único e tão amado filho ao monte Moriah, para sacrifica-lo, pois assim falou Ha Shem...

 

Quantas vezes, ao estudar a Torah, a obediência de Abraão, tão total e absoluta, nos deixa surpresos...

 

Obviamente, não existe nenhum aparelho ou sistema, físico ou espiritual, para medir a Fé de uma pessoa.

 

Mas, ao ler este capítulo, não podemos declarar que a Fé de Isaque é menor que a Fé de Abraão...

 

Abraão AGE de acordo com a ordem de D..s, e a sua Fé é tão absoluta que ele obedece, cegamente, sem discutir, com a certeza que Ha Shem agirá e, de algum jeito, salvará o seu filho.

 

A Fé de Isaque, na verdade, fica demostrada justamente AO NÃO REAGIR.

 

Isaque, que já não é uma criança, plenamente consciente do que está acontecendo - não demostra, na narrativa da Torah, o menor receio, ou medo, não discute com Abraão nem tenta dissuadi-lo, não se nega, não tenta fugir...

 

Vemos então que, às vezes, o aceitar caladamente eventos que, ao parecer, são difíceis ou traumáticos, também é uma prova de Fé, uma prova que aquela pessoa confia em Ha Shem, que aquilo que está acontecendo é uma etapa que nesse momento pode até parecer negativa, uma causa de amargura ou tristeza, e no final, de um jeito ou outro, chegara outra etapa, de liberação e de renovação...

 

Atuar com decisão nos momentos que temos certeza que essa é a vontade de D...s, sem dúvida é uma prova de Fé. Muitos duvidam nesse momento, quando, à primeira vista, parece ser que se trata de alguma coisa difícil, que inclusive não entendemos o porquê, e muitos não duvidam, sentindo que assim deve ser feito, sentindo que estão sendo orientados numa direção determinada.

 

Mas Isaque nos leva a entender também, que muitas vezes, no silencio e na calma, na aceitação daquilo que nesse momento nos atinge ou ameaça de um jeito assustador, estaremos igualmente provando a nossa Fé.

 

Lembremos que "provar a nossa Fé" não é um ato de consumo geral, não o fazemos para os homens ou para as pessoas que nos rodeiam.

 

Se trata, simplesmente, de um passo mais, muito importante, na construção da nossa riqueza espiritual interior…

 

Shabat Shalom!

Rabino Yehuda Hochmann (Ben Haim)

Beer Sheba, Deserto do Neguev, Israel.

SOBRE NÓS
LOCALIZAÇÃO

Ligar (75) 3421-9547

 

Avenida Dr. Dantas Bião, 759, Alagoinhas Velha

Alagoinhas - Ba

 

tphesedh@hotmail.com 

CONECTE-SE

© 2018 por Tabernáculo Profético Hesedh.