Parashá Toldot

(História)

"Parashá" – (Estudo Semanal) – "Toldot" (História) Gen. 25.19 – 28.9

"Haftará" – Malaquias 1.1- 2.7

Nova Aliança – Romanos 9.6 – 16 e Hebreus 11.20 – 12.14 – 17

 

Na narrativa da vida de Isaac vemos uma série de situações que têm paralelo em eventos que aconteceram com o pai dele, Abrão...

 

Isaac temeroso, tenta enganar o rei dos filisteus dizendo que Rebeca era a sua irmã, e não a sua esposa – exatamente como fez Abraão com Sara ocultando a verdade ao faraó do Egito...

 

Nas duas vezes, aqueles que foram enganados, como acontece com os egípcios, sofrem um castigo que realmente não merecem – ou entendem que poderia ter acontecido algo terrível com eles, como no caso dos filisteus.

 

Obviamente tanto o faraó no caso de Abraão, como o rei dos filisteus, com o engano de Isaac, se sentem ofendidos e até feridos, sem terem culpa nenhuma...

 

Qual é então a primeira lição que recebemos nesta parashá?

 

Vemos claramente que tanto Abraão como Isaac mentiram num momento de fraqueza, e tiveram medo de alguém mais forte e poderoso.

 

O ponto mais importante não é apenas ser capazes de se sobrepor, se superar a esses momentos de medo e de fraqueza – em situações que parecem complicadas e até assustadoras.

 

Sem dúvida isso é importante, para seguir à frente – mas também devemos lembrar que essas ações, essas mentiras decorrentes das nossas fraquezas, podem muitas vezes influenciar negativamente pessoas alheias, sem que essas pessoas tenham culpa alguma do que está acontecendo conosco...

 

Em outras palavras – as nossas responsabilidades não são apenas para conosco, a nossa família ou amigos, mas com a humanidade em geral, mesmo para com pessoas que nem conhecemos.

 

Assim funciona a harmonia do Reino de D..s.

 

Outro evento que acontece em paralelo na vida de Abraão e de Isaac – o conflito com os filisteus sobre os poços de água no deserto, na região de Beer Sheba.

 

Hoje temos em Beer Sheba e cercanias, mais de 40 poços de água antigos identificados...

 

Obviamente, os rebanhos não podem sobreviver no deserto sem água, e vemos aqui claramente um conflito sobre os direitos da água entre dois grupos de pastores.

 

Um conflito que volta a se repetir cada vez que uma tribo cresce, seu rebanho aumenta e precisa de mais terreno de pastoreio e de mais água...

 

Quem vai triunfar no final do conflito? Os dois!

 

Os dois lados no final chegam a um acordo, a um "tratado de paz", devidamente ratificado por ambos dentro dos costumes da época, com um banquete...

 

Os costumes dos beduínos de hoje na região de Beer Sheba não mudaram muito...

 

Ou seja, falando a gente se entende, sempre e quando ambos os lados realmente tenham um interesse verdadeiro em chegar a um acordo.

 

Mas antes, vemos que é necessário perseverar nos teus direitos, uma e outra vez – Isaac escava um poço, e mais um e mais um... (Gen. 26, 20 – 22).

 

Não se dá por vencido, não desiste dos seus direitos...porque ele é responsável pela sua tribo e seus rebanhos...

 

Não deixa de ser interessante até que ponto as pessoas – e os lideres "políticos" de hoje -  poderiam aprender, apenas estudando um pouco mais os diferentes livros da Bíblia...

 

 

Shabat Shalom!

Rabino Yehuda Hochmann (Ben Haim)

Beer Sheba, Deserto do Neguev, Israel.

SOBRE NÓS
LOCALIZAÇÃO

Ligar (75) 3421-9547

 

Avenida Dr. Dantas Bião, 759, Alagoinhas Velha

Alagoinhas - Ba

 

tphesedh@hotmail.com 

CONECTE-SE

© 2018 por Tabernáculo Profético Hesedh.