Parashá Lech lechá (Deixe...)

"Parashá" (Estudo Semanal) – "Lech lechá" – (Deixe...) – Gen. 12.1- 17.27

"Haftará" – Isaias 40.27 – 41.16

Leitura Nova Aliança - Atos 7.1 – 8 & Heb. 7.1- 19 & 11.8 – 12

 

Gostaríamos de destacar neste estudo semanal alguns elementos importantes, dentro de uma "parashá" que é bastante longa e que, na prática, está narrando os primeiros passos da formação das tribos de Israel através da vida do patriarca principal, Abrahão.

 

O constante movimento de migrações de diferentes tribos no Oriente Médio naquela época era resultado de muitas variantes sócio econômicas – sequia numa região determinada, aumento da tribo até uma situação que exigia a subdivisão da mesma, guerras e invasões de outros povos, pragas ou acidentes naturais como terremotos, etc.

 

O início da "parashá" (12.1) é justamente o que parecia ser, em princípio, mais uma migração tribal de uma região a outra.

 

Mas a diferença é muito importante – a saída de Abrahão (ainda Abram...) de Haram a Canaã não se deve a nenhum dos fatores já citados – é resultado de uma ordem, uma instrução de Ha Shem... é, simplesmente, um Ato de Fé.

 

Eis aqui um homem que está acomodado, com bens, numa região nova e virgem, onde a tribo do pai se instalou faz pouco tempo, com boas possibilidades para criar os seus rebanhos e, o mais importante, formando parte de uma tribo forte, o que significa proteção e segurança, fatores muito importantes mesmo naquela região e naqueles tempos.

 

Quantas pessoas seriam capazes hoje, com todas as facilidades da vida moderna, de fazer uma coisa semelhante, deixar as boas condições que o rodeiam, partir para o desconhecido, arriscar tudo e começar de novo, simplesmente porque D..s o manda?

 

Poucos, muito poucos com certeza...

 

Olhe para o seu interior, honestamente, e veja se você, pessoalmente seria capaz de fazer isso...

 

Lembremos também que essa Fé de Abrahão era única, fora do comum no contexto tribal. A Fé de Abrahão em Ha Shem o deixava fora do contexto do panteão pagão, dos deuses da idolatria do Oriente Médio, era Fé absoluta num D..s desconhecido, e Abrahão não vacila nem discute, não diz a Ha Shem "me dá uma prova!"...

 

Também muito importante neste capítulo é o versículo 3, que finaliza afirmando "por seu intermédio todas as famílias da terra serão abençoadas."

 

Essa é, numa frase, a definição de Povo Eleito! Não um povo com mais privilégios e direitos, como tantos assim pensam, e sim com uma obrigação principal, com uma função primordial – abençoar as nações da Terra com a Palavra de Ha Shem, com os Dez Mandamentos como Mensagem Universal.

 

Povo Eleito significa ser, primeiramente, o Mensageiro de leis de comportamento ético e moral para toda a humanidade, e também o povo do qual virá o Redentor da Humanidade, educando e revivendo espiritualmente os seres humanos nos conceitos desses mesmos princípios.

 

Como será isso levado à pratica, no dia a dia, na realidade de um mundo que muda a cada momento?

 

A resposta nos dá a mesma "parashá", no capitulo 17:7 – "Estabeleço minha aliança entre Mim e você, e com os seus descendentes depois de você, geração após geração, como uma aliança eterna..."

 

Essa aliança já foi confirmada na cerimônia descrita em 15:9, onde vimos animais cortados em duas partes (e lembremos novamente que nas civilizações e culturas daquela época, Ha Shem fala através de cerimoniais que possuem simbologia...).

 

O ponto importante que devemos lembrar neste caso é que UMA ALIANÇA É FEITA ENTRE DUAS PARTES – E CADA UMA DESSAS PARTES FORMA A ALIANÇA COMPLETA, CADA UMA ASSUME RESPONSABILIDADES AO ACEITAR A ALIANÇA COM A OUTRA PARTE!

 

Conhecemos muito bem aquelas pessoas que existem em toda comunidade, se queixando de coisas que acontecem com elas e as suas famílias ou no seu trabalho....

 

Conhecemos também muito bem aqueles que se queixam também culpando a D..s – por que isso acontece comigo? Por que eu pedi e D..s e Ele não me ouve? por que? por que? ....

 

Obviamente, a pergunta é bem diferente – a pergunta é se essa pessoa está fazendo a sua parte, se essa pessoa assumiu as responsabilidades resultantes de observar essas leis éticas e morais como uma forma de vida...

 

Quem espera resultados de forma mágica ou sobrenatural, repetindo esta ou aquela citação da Bíblia como se fosse um encantamento automático, não conseguiu ainda entender o significado da sua aliança com D..s.

 

Também já conhecemos a segunda parte, infalível, da pergunta – e , se apesar de tudo, de uma forma de vida correta, aquela pessoa continua sofrendo com eventos ou situações negativas, isso não tem lógica...

 

O Universo Divino não se administra de acordo com a lógica dos seres humanos, como nós achamos que deveria ser ou gostaríamos que fosse... muitas vezes o ciclo de um evento ou uma situação se fecha bem mais tarde, até mesmo de um jeito às vezes completamente inesperado, e já testemunhamos isso não poucas vezes.

 

O importante, realmente, não é apenas dizer ou afirmar ser crente, e "visitar" todo fim de semana a sua igreja ou sinagoga – é viver e agir como crente todas as horas do dia, todos os dias do ano.

 

Assuma a sua parte da Aliança, simplesmente.

 

Shabat Shalom!

 

Rabino Yehuda Hochmann (ben Haim)

 

Beer Sheba, Deserto do Neguev, Israel.

SOBRE NÓS
LOCALIZAÇÃO

Ligar (75) 3421-9547

 

Avenida Dr. Dantas Bião, 759, Alagoinhas Velha

Alagoinhas - Ba

 

tphesedh@hotmail.com 

CONECTE-SE

© 2018 por Tabernáculo Profético Hesedh.